DA SÉRIE “TRECHOS” (DE OUTROS AUTORES): NEOLIBERALISMO E GOZO

charge-banco-de-redacoes-fevereiro-de-2013-montagem-com-guernica-de-picasso-satirizando-o-consumismo-1359542238044_380x260

“Goza! Esse imperativo do gozo, que acarreta a ilusão de preenchimento da falta e traz a promessa de uma felicidade sem restrições, é um esteio indispensável ao consumismo que caracteriza o funcionamento da economia nas sociedades contemporâneas. A felicidade é cada vez mais referida ao consumo. Consumir equivale tamponar a falta, que é precondição do desejo e, nessa perspectiva, constitutiva do ser humano. O imperativo ético vai sendo substituído pelo imperativo do gozo. É o triunfo do gozo sobre o desejo”.


SOBRE ESTE ARTIGO: 

Este trecho foi retirado do artigo Neoliberalismo e Gozo, de Agostinho Ramalho Marques Neto, publicado no livro “A lei em tempos sombrios”, 2009, pela Editora Companhia de Freud.


SOBRE O AUTOR:

André Bassete do Nascimento. Pescritos psisicólogo. CRP 16/4290. Consultório Particular: Praia do Suá, Vitória, Espírito Santo (ES). Contato: (27) 999617815 (Vivo). Correio Eletrônico: dreebn@gmail.com ou dreebn@yahoo.com.br

 Curta os Escritos Psicanalíticos também no Facebook FBlogo300   
Anúncios