Descendentes (Descendants, Disney Channel)

Escrito por André Nascimento

descendentesIlustração: Disney Channel.

Resumo: Inspirado nos Contos de Fadas tradicionais, Descendentes mistura castelos com salas de aula, cria uma história contemporânea repleta de canções e performances emocionantes, e aborda com delicadeza os desafios e conflitos dos jovens frente às expectativas dos pais.

ERA UMA VEZ…

01des10qa4rertdd

“A muito tempo, tipo, uns 20 anos atrás, a Bela casou-se com Fera diante de seis mil de seus amigos mais íntimos, teve um bolo grande… Ah, enfim, invés de uma Lua de Mel, a Fera uniu todos os Reinos e se elegeu Rei dos Estados Unidos de Auradon (United States of Auradon). Ele juntou todos os Vilões e os Malvados — bom, todas as pessoas interessantes — e os enviou para a Ilha dos Perdidos. E fez uma barreira mágica para mantê-los lá. Esse é o meu pedaço: sem Magia, sem Wi-fi, sem Saída…”

Como no filme, tendemos a segregar e isolar todo o “mal”, partindo do pressuposto que somos sempre “bons” e que o “mal” está ou é o outro.

01des10qa4rert

Prestes a ser nomeado o Novo Rei de Auradon, Ben — o bondoso filho da Bela e a Fera — anuncia a seus pais sua primeira proclamação: “as crianças da Ilha dos Perdidos devem ter a chance de viver em Auradon”.

E a reação de seus pais não poderia ser outra:

— Os filhos dos nossos inimigos… Vivendo aqui!?

— Começaremos com apenas alguns deles. Aqueles que mais precisarem… Eu já os escolhi.

— Escolheu?

— Eu não quero saber, eles são culpados por um monte de crimes.

— Pai, escuta até o fim. Toda vez que eu olho para eles sinto que eles foram abandonados. Os filhos são inocentes. Não merecem uma chance de uma vida normal?

O príncipe Ben pretende dar uma chance de redenção aos filhos baderneiros de Malévola, Rainha Má, Cruella de Vill e Jafar.

01des10qa4rer

O que foi? Não sabia? Os Vilões da Disney também tem filhos!

Em Descendentes, “Evie é a filha da Rainha Má. Ela é ótima em criar suas próprias roupas e pode se comunicar com seu Espelho Mágico”.

Se Evie pudesse nos apresentar sua mãe, com certeza ela nos diria algo mais ou menos assim:

“Ta, eu não preciso de um Espelho Mágico para me dizer que a Rainha Má é a maior vilã da Disney. Ela é tão malvada que nem precisa de um nome, mas na verdade ela tem nome:  Rainha Grimhilde. Apavorante! Ela também foi a primeira antagonista feminina da Disney. É isso aí, garota! Quer dizer… Rainha! Ela é capaz de qualquer coisa para ser a mais Bela de todas. Até ficar feiosa! Não a chamam de Má por acaso…”[2].

Jay é o leal filho de Jafar! Lembra dele? Jafar era o Ex-Vizir Real de Agrabah na história de Aladdin. E seu filho “Jay é um atleta e estrategista natural, com talento para roubos e furtos”.

O que será que Booboo Stewart —  o ator que interpreta Jay —  nos diria? Provavelmente, algo do tipo:

“Acredite! Jafar é o maior vilão da Disney. Andreas Deja, o artista da Disney que o animou, baseou o desenho dele numa outra vilã: a Malévola. Ele tem um figurino muito irado! E jóias tipo ostentação! Queria ser como o Jafar… Quem sabe essa lâmpada funcione!? Gênio? Gênio? Vou me contentar em fazer o filho dele. Quando se trata ser traiçoeiro, esperto, uma verdadeira cobra, ninguém, ganha do Jafar”[3].

“O filme só é bom com um bom vilão. Cruella De Vill é a melhor vilã da Disney de todos os tempos. Uma mulher que quer transformar filhotes em casacos? Nada pode ser pior do que isso! Donna Smith autora do livro 101 Dálmatas, se inspirou para escrever ‘a coisa toda’ quando uma de suas amigas lhe disse: “aqueles cães dariam um lindo casaco de pele!”. Na verdade, tudo começou com a Cruella. Ela foi concebida e animada por Marc Davis, que tinha acabado de animar mais uma das grandes vilãs da Disney: Malévola. Devo dizer que ela também faz uma aparição em Descendentes”[4].

Com certeza você vai gostar de conhecer Carlos, o filho da infame fashionista Cruela De Vil.

“Alguém viu um Dálmata perdido por aí!?”

E falando em Malévola…

“A História pode se chamar a Bela Adormecida mas, todos sabem que quem manda é a Malévola! Possivelmente, a maior vilã da Disney de todos os tempos. A Disney teve Fadas Madrinhas e Bruxas Malvadas mas, a Malévola foi a primeira Fada Madrinha Malvada. Ela é personificação de duas palavras: magnífica e malevolente. Fala aí, o que é mais malevolente do que colocar um feitiço em um bebê? A Malévola colocou um feitiço na Princesa Aurora só porque não foi convidada para o batizado. Isso sim, que é maldade de verdade!”[5].

A Mal — a filha de Malévola — é uma líder natural, que gosta de desenhar e de lançar feitiços — mas só quando necessário.

Nos minutos iniciais, nossos jovens vilões espalham maldades pela Ilha dos Perdidos, e cantam Sou podre até o caroço (Rotten to the Core).

01des10qa4r

Afinal, é isso que eles são. É assim que eles se vêem:

“Dizem que dou problema, dizem que sou má. Dizem que sou má e isso me deixa feliz. Sou inútil, sujo, até a medula. Seu pior pesadelo, não me leva para sua casa. Então sou meio danada, está no meu sangue. Você pode me culpar? Eu nunca tiver Amor. Dizem que sou dureza, osso duro de roer, me sinto imprestável, incompreendido. Espelho, espelho meu, quem é o pior de todos? Bem vindos ao meu Mundo Malvado. Eu sou podre por dentro. Eu sou ruim por dentro. O que mais se pode querer? Não sou como um jovem comum… Me chame de intrigante, me chame de aberração. Eu sou um traidor? Sou desajustada, gosto de flertar. Parti seu coração? Fiz você sofrer? Esqueça e perdoe. A verdade é que você não viu nada ainda”.

Encarnam o papel de “Malvados”. Eles são o mal.

01des10qa

Na cena seguinte, os filhos baderneiros dos nossos vilões preferidos da Disney recebem de Malévola a notícia de que foram escolhidos para estudar em Auradon. E claro que ela fez questão que lhes incumbir uma malevolente missão: ir para o Reino Idílico de Auradon, encontrar a varinha mágica da Fada Madrinha e trazê-la para a nossa fada madrinha malvada, que tendo a varinha e o seu cetro, será capaz de ter o bem e o mal ao seu dispor.

Os Vilões dependem do sucesso dessa missão para quebrar a barreira mágica que impedem que eles e todos os malvados saiam da Ilha dos Perdidos. E Malévola, faz questão de deixar isso bem claro para a sua filha: “o futuro do mundo livre está no seus ombros. Não pisa na bola!”.

Diante de tal tarefa, Mal, Jay, Evie e Carlos, precisarão decidir se seguirão o caminho dos pais ou se tomarão outro rumo.

01des10q

Ao chegar no Reino de Auradon, nossos jovens vilões são recepcionados pela Fada Madrinha, por Audrey — a filha de Aurora, a Bela Adormecida — e pelo príncipe Ben — que está prestes a ser coroado o novo Rei.

Auradon, sem dúvida, é um reino mágico! Aonde mais você veria uma estátua que muda de Fera para Homem? Ou aprender, nos primeiros minutos de conversa com a Fada Madrinha, uma lição valiosa: “não fique no passado se não irá perder o futuro!”.

Em uma das cenas, podemos ver que nossos protagonistas não querem decepcionar os seus pais: “essa é nossa única chance de orgulhar os nossos pais. Provar que somos malvados, ferozes, brutais e cruéis”, diz Mal.

Focados em sua missão, eles descobrem que a varinha mágica está no Museu de História Cultural (The Museum of Cultural History) de Auradon.

01des10

Em um breve “encontro” com a Malévola no museu, vemos uma Mal cheia de inseguranças, ela “não sabe quem ser”, e pede por meio de uma canção (Malvada Como Eu — Evil Like Me) que a mãe lhe ajude:

Mal: “Olhe para você, olhe para mim. Eu não sei quem ser. Mãe… É errado, é certo ser uma ladra na noite? Mãe… Diga-me o que fazer!”

Malévola diz a filha: “Eu já fui como você, minha criança. Um pouco insegura… Argumentava com a minha mãe também. Pensei que eu era madura… Mas eu deixei meu coração de lado e usei a minha cabeça! Agora, acho que é a hora de você aprender o que sua querida velha mãe lhe diz. Você não quer ser malvada… Como eu? Você não quer ser má? Você não quer fazer travessuras em sua rotina diária? Bom, você pode passar sua vida ajudando os pobres. Mas quando se é mal, fazer menos é fazer mais! Você não quer ser impiedosa? E podre? E louca? Você não quer ser muito, muito boa sendo má? Eu tentei a minha vida toda fazer o pior que pude! Levei meu caminho para a vitória! Criei meu plano mestre. Agora chegou a hora minha querida, de você tomar o seu lugar! Me prometa que você vai tentar ser, uma absoluta desgraça! Você não quer ser mal… Como eu? Você não quer ser cruel? Você não quer ser desagradável? E brutal? E descolada? E quando você pegar essa varinha, seu reinado começará! Quem quer uma rainha má sem um saco cheio de pecados? Você não quer ser desalmada? E dura como pedra? Você não quer ser tão má de lamber o dedo até o osso… Isso não era para nós duvidarmos… Isso já foi predestinado! Você e eu governaremos juntas. A liberdade em breve vamos recuperar! Mestra do Universo… Poderosa e forte! Filha, me escute, me ajuda, e se una! Você não quer cantar também?”

Mal e Malévola, cantam: “Agora nós seremos malvadas! É verdade, nunca pensaremos duas vezes. E nós seremos rancorosas! Sim, rancorosas! E isso é bom!”.

E as últimas palavras Malévola são: “E em uma hora, ou duas. Nosso futuro estará salvo e certo! Esse ato de mãe e filha, vai sair em turnê! Se você quiser ser má… E terrível… E livre! Então você deve agradecer a sua estrela da sorte. Que você nasceu a garota que você é! A filha de uma rainha muito malvada… Como eu!”

Como a própria Malévola disse, tudo já está “predestinado”. Mal deve deixar seu coração de lado e usar a cabeça… E ser como sua mãe!

Vemos que Mal, até então, não tinha saída, ela teria que se submeter, sim, aos caprichos de sua mãe.

E como comentário pessoal, eu gostaria de dizer que as performances da Malévola durante essa cena é indescritível! Nossa, ela foi tão…

Voltando ao filme…

No decorrer dessa aventura, alguns valores e condutas dos nossos jovens vilões começam a trepidar.

Em Auradon, Carlos descobre que os cães nem sempre são “um animal cruel que transmite raiva”, como lhe disse sua mãe, Cruella De Vill. E o cãozinho, o mascote do time Knights de Auradon, do qual Carlos também faz parte, vira seu melhor amigo. Que ironia!

01des989

Jay entra para o time dos Knights e descobre, em conversa com o treinador, que nem tudo se resolve com pontapés e socos.

01des9y

O treinador tem uma papel importante no filme, ele é o primeiro que acolhe Jay, reconhece suas habilidades e o ensina a usá-las a seu favor. Ele também explica a Jay o que é um time: “É como uma família. Sabe como o corpo tem várias partes diferentes? As pernas, cotovelos, orelhas… Todos precisam uns dos outros. É exatamente isso que um time é: jogadores diferentes, que trabalham juntos para ganhar“.

Jay recebe do treinador uma camisa com seu nome e seu próprio número. Agora, sim, ele faz parte da família! Quer dizer… do time!

Em uma outra cena, vemos Jay dizer a Mal: “você está se sentindo estranho com isso!? Aqui não é tão ruim assim…”. Quem diria que o Jay seria capaz de dizer algo assim…

Mal imediatamente o adverte: “se liga! Vida longa ao mal, você é mal, você é péssimo, você é encrenca! Cai na Real!”.

Ora, o que você esperava que a Mal fizesse? Ela mesma diz, em conversa com a Evie, que sua mãe está contando com ela, e ela não pode deixá-la na mão. E que eles não irão voltar até conseguirem cumprir a missão, porque eles são “ruins, por dentro!”.

É aí que Mal decide fazer uma poção do amor para que o príncipe se apaixone por ela. O plano é o seguinte: dar a poção ao príncipe Ben para que ele se apaixone pela Mal, convide-a para ficar na primeira fileira dos convidados durante a coração. A Fada Madrinha é quem irá coroá-lo com a sua varinha mágica. Deste modo, estando na primeira fileira, Mal ficaria bem pertinho da varinha. E, quando todos menos esperarem, Mal roubará a varinha e libertar os vilões da Ilha dos Perdidos.

01des9a

É durante o preparo da poção do amor que Lonnie — a filha a Mullan — aparece, crente que eles estão fazendo biscoitos. Ela enfia o dedo na massa e não aprova o gosto dos supostos “biscoitos”: “está faltando gotas de chocolates para eles ficarem perfeitos!”.

Claro que ninguém entendeu nada, eles nunca haviam comido biscoitos na Ilha dos Perdidos, muito menos, biscoitos com gotas de chocolate!

Lonnie se surpreende, e diz: “Espera! As mães de vocês não faziam biscoitos de gota de chocolate, quando vocês estavam tristes?”.

— É diferente de onde viemos…, respondem.

— É, eu sei — diz Lonnie — mas eu pensei que até os vilões amassem seus filhos.

01des9

Em uma outra cena, Mal pede a Evie que a ajude a se vestir e se maquiar para ao Encontro com Príncipe Ben no Lago Encantado (já deu pra perceber que Evie é ótima quando o assunto é maquiagem e criar roupas e vestidos, não é mesmo?).

Vemos o desabrochar de uma linda amizade entre as duas. E quando Evie pergunta a Mal se ela também tem medo de sua mãe, ela responde:

Eu só quero ela sinta orgulho de mim. Ela fica tão brava comigo quando eu a desaponto. Mas, ela é a minha mãe. Então, eu sei que ela me ama. Do jeito dela….

01des8

Mal se olha pela primeira vez no espelho maquiada: “Eu não to nada feia”. Fica surpresa com o que vê. É a primeira vez que Mal se de outra maneira.

Durante o encontro na ponte, que leva ao Lago Encantado, Mal e o príncipe Ben trocam confidências:

— Me fala uma coisa que você nunca disse pra ninguém…? — pergunta Ben.

— Meu nome do meio é Bertha.

— Bertha!?

— É… É o que minha mãe faz de melhor, ser muito, muito má! Mal Bertha…

— O meu é Florian…

E no Lago Encantado…

01des7

…Ben diz a Mal:

— A sua mãe é a mestra do mal. Os meus pais são o padrão. Mas, nós não somos iguais a eles. Podemos escolher quem nós vamos ser…

Novamente, Mal é tomada por medos e incertezas. Que tipo de pessoa ela está destinada a ser? Ela acaba de se deparar com uma parte dela que nunca pensou que existia. Mal, acaba de ter seu primeiro contato com o Amor.

01des5

Um milhão de pensamentos na minha cabeça. Será que eu deveria seguir meu coração? Por que até agora eu andei na linha. Nada perdido, mas algo faltando. Eu tenho que decidir o que é errado, o que é certo. Que caminho eu devo seguir? Se ao menos soubesse o que meu coração quer me dizer. Não sei o que estou sentindo. É apenas um sonho? Sim, se ao menos pudesse ler os sinais a minha frente. Poderia encontrar quem estou destinada a ser. Se ao menos… A cada passo, a cada palavra… A cada hora eu estou me apaixonando por algo novo, algo corajoso. Por alguém que eu nunca fui. Eu estou louca? Talvez nós poderíamos acontecer. Sim! Você ainda estará comigo quando a magia acabar? (Se ao menos — If Only).

…Emocionante!

01des457

Outro comovente momento é quando o Príncipe Ben pergunta a Mal:

— Mal, eu já disse que eu te amo. Mas, e você? Você me ama?

Eu não sei o que é o Amor…

Então, Ben, olhando dentro dos olhos de Mal, responde:

— Pode deixar que eu te ensino…

Na festa antes da coroação, Chad — o filho da Cinderala — questiona: “eles foram criados pelos pais deles. O que você acha que os vilões ensinam para seus filhos?”

Será que é possível um filho ou uma filha ser alguém diferente de seus pais? Será que, como diz a Rainha Má, “filho de tubarão, tubarãozinho é”?.

01des456

Na cerimônia de coroação de Ben, a barreira que separa Auradon da Ilha dos Perdidos é, finalmente, quebrada! Mas, não graças a Mal e seus amigos terem cumprido sua missão. E, sim, porque Jane — a filha da Fada Madrinha — rouba a varinha da mão de sua mãe. Jane queria que a mãe a deixasse bela, como a Cinderela: “se não vai me tornar bonita, eu mesmo faço isso”.

Mal tira a varinha da mão de Jane. E precisa fazer uma escolha: entregar a varinha para sua mãe, e ser má — como Malévola. Ou, ser outra coisa.

01des45

E a escolha de Mal não poderia ser mais surpreendente:

— Eu acho que eu quero ser Boa. Eu também quero ouvir meu coração. E meu coração diz que nós não somos os nossos pais. E que maldade não nos faz felizes. Eu não quero dominar o mundo com o mal, isso não me faz feliz… Eu quero estudar. E ficar com o Ben. O Ben me faz muito feliz. Nossa amizade é o que me faz muito feliz. E não destruir as coisas… Eu escolho o bem.

01des4

Mas, com a barreira quebrada, Malévola chega ao Castelo, e exige que Mal lhe dê a varinha.

01des3

Nos minutos seguintes, Malévola diz a Mal:

— Se apaixonar é para os fracos… Que ridículo! Não é o que você quer…

— Você não sabe o que eu quero. Alguma vez você perguntou pra mim o que eu quero?

— Lógico que não, eu tive anos de prática. Mas, você chega lá!

— Não, não chego. E eu gostaria que você nunca tivesse chegado. O amor não é fraco, nem ridículo. Na verdade, o amor é o máximo!

— Eu sei de uma coisa, mocinha. Você não tem espaço para o Amor na sua vida!

Malévola assume a forma de um Dragão, e vemos a tão esperada “batalha” entre Mal e a sua mãe.

Será o bem capaz de vencer o mal?

01des2

Mal lança um feitiço em sua mãe, que “encolhe do tamanho do Amor em seu coração. Por isso que ela ficou tão pequena”.

01des1

— Ela vai ficar assim pra sempre?

01des

— Não, pra sempre é muito tempo, diz a Fada Madrinha. Você aprendeu a amar… Ela também pode!

descfim

“Vamos detonar! Você pode fazer acontecer. Reis e rainhas, chegou a nossa hora de ascender. Escreva no livro a história de nossas vidas. Estes somos nós retomando a noite. Quebre o feitiço. Nascemos assim. Seja você mesmo, esqueça o DNA. Soem o alarme, fique em pé. Vamos detonar e arrasar com esta batida. Dance até que seu coração seja selvagem e livre. Sentindo o poder, deixe-o fluir. Goste do que você vê no espelho, grite. Temos as chaves, o reino é nosso! Começar uma reação em cadeia e nunca parar. Vamos detonar. Farei meu próprio futuro, ignorarei os boatos. Disseram para eu me afastar. Mostrarei como é a minha paixão. Julgando-me por causa do meu passado. Não, não vou deixar as coisas assim”  (Descendants Cast – Set it Off (From “Descendants”).

…Ah! Eu tava me divertindo tanto que quase esqueci… Você não achou que esse era o fim da história. Achou?

desc

Sinopse

Os principais vilões dos contos de fadas vivem isolados em uma ilha distante. Entretanto, quando o filho da Bela e da Fera assume o reino de Auradon, ele resolve perdoar os filhos dos vilões, permitindo que convivam e estudem na principal escola do local. É lá que Mal (Dove Cameron), filha de Malévola (Kristen Chenoweth); Evie (Sofia Carson), filha da Rainha Má (Kathy Najimy); Jay (Booboo Stewart), filho de Jafar (Maz Jobrani); e Carlos (Cameron Boyce), filho de Cruela De Vil (Wendy Raquel Robinson), precisarão decidir se seguirão o caminho dos pais ou se tomarão outro rumo.

 

Ficha Técnica

Título Original: Descendants
Produzido pelo Canal: Disney Channel
Diretor: Kenny Ortega.
País de Origem: EUA
Gênero: AçãoAventura,ComédiaFilmes Lançamentos
Duração: 112 Minutos
Estreia Mundial: 31 Julho de 2015
Ano de Lançamento: 2015

Assista o Trailer de Descendentes:

 

Notas de Rodapé

[2] http://videos.disney.com.br/ver/evie-descendentes-519d2f02b22bd952daf0aed6.

[3] http://videos.disney.com.br/ver/jay-descendentes-519d2eccddf01952daf0aed6.

[4] http://videos.disney.com.br/ver/carlos-descendentes-519d2f0516460952daf0aed6.

[5] http://videos.disney.com.br/ver/mal-descendentes-519d21cc623d3c689d80be57

 

Curta, siga e compartilhe os Escritos Psicanalíticos também no Facebook FBlogo300.


SOBRE ESTE ARTIGO:

Escrito em 12 de Dezembro de 2015, por André Nascimento.


SOBRE O AUTOR/EDITOR/IDEALIZADOR DESTE BLOG:

escritos psiAndré Bassete do Nascimento. (André Nascimento). Psicólogo. CRP 16/4290. Consultório Particular: Praia do Suá, Vitória, Espírito Santo (ES). Contato: (27) 999617815 (Vivo). Correio Eletrônico: dreebn@gmail.com ou dreebn@yahoo.com.br

Anúncios