Refrigerante: perigo!

Escrito por Gabriela Rebello*

cocaCola1

Que refrigerante não é saudável, isso todo mundo já sabe. E que são capazes de acabar com a sua boa forma em pouco tempo? Ixi! Isso você já deve estar cansado de saber. Mas ainda assim não consegue eliminá-los de vez da sua rotina, não é?

E saiba que você não é o único. Pesquisas mostram que o refrigerante é a segunda bebida mais consumida no mundo, atrás da água é claro.

O refrigerante vem sendo considerado um dos grandes males silenciosos padecidos pela humanidade. Trata-se de um inimigo que caminha a passos lentos, mas firmes.

Além de seu alto teor de açúcar, que eleva também o valor calórico da bebida, os compostos presentes nos refrigerantes, como sódio, corantes, acidulantes e conservantes, podem apresentar sérios riscos à saúde tanto a médio quanto a longo prazo.

O seu consumo vai destruindo aos poucos a nossa saúde: eleva os riscos do diabetes, resistência à insulina, enfarte, pressão alta, retenção de líquidos, eleva triglicerídeos, aumenta a predisposição a cáries, cálculos renais, insônia e gastrite, produz diferentes alterações no organismo e, por incrível que pareça, afeta até o nosso estado de ânimo.

Mas outro ponto  extremamente importante é que o ácido fosfórico, usado como acidulante, presente nessa bebida, eleva muito o teor de fósforo, e esse nutriente acaba competindo com outros no organismo, impedindo a absorção de alguns nutrientes, entre eles o cálcio, essencial não só para a manutenção da massa óssea, crescimento infantil, como também no metabolismo de hormônios que ajudam a controlar o acúmulo de gordura e, portanto, o ganho de peso.

Ah! E se engana quem pensa que os refrigerantes Diet, Zero ou Light trazem menos ou nenhum prejuízo à saúde.

Independente de qual você escolher, o refrigerante não possui nutrientes, como vitaminas e minerais, que o corpo precisa para o metabolismo funcionar.

Quanto à redução de calorias e/ou açúcar, cuidado porque o teor de sódio é dobrado e a mistura bombástica de adoçantes artificiais não fica de fora.

E se depois de tudo isso você ainda não conseguir tirar o refrigerante da sua alimentação, a dica da nutri: aumente e varie o consumo de sucos naturais, água de coco e chás sem esquecer, é claro, de abusar do consumo de água natural.

Mas e se rolar uma festa? A dica é consumir no máximo um copo de 200 ml, sem esquecer de ingerir água logo depois! Anotado?!

Difícil? Que nada! Em resumo: os refrigerantes não aportam nutrientes nem outros elementos positivos para o desenvolvimento do nosso organismo, só contêm calorias vazias e malefícios geradores de problemas de saúde.

Por isso, pense muito antes de beber refrigerantes. Se não puder evitá-los, pelo menos modere sua ingestão. Seu corpo agradece.

Notas de Rodapé

*Gabriela Rebello é nutricionista. Este texto foi retirado integralmente da coluna Dica da Nutri do Jornal A Tribuna (versão impressa). Vitória. Espírito Santo – ES. Sexta-feira, 18 de Março de 2016. p. 15.

Curta, siga e compartilhe o Escritos Psicanalíticos também no Facebook FBlogo300.

00eu.jpg

Acesse: Eu Tava Aqui Pensando e Escritos Psicanalíticos (clique para abrir).

Anúncios